As melhores estratégias para vender pela Internet em 2020

por Drope em E-COMMERCE on 18/01/2020

Com a crescente popularização da Black Friday no Brasil, os dois últimos meses do ano são de expectativa para quem tem uma loja virtual ou física. Consumidores buscam as melhores ofertas para garantir aquilo que desejam e lojistas possuem a última oportunidade do ano de fazer boas vendas online. Segundo dados da Ebit Nielsen, a black friday 2019 deve crescer 18% em comparação com 2018 chegando a um faturamento de vendas online de R$ 3,07 bilhões.

A pesquisa também revela que 44% dos entrevistados antecipam compras de natal na data de novembro. Dessa forma, o período do fim do ano traz grandes oportunidades para quem quer vender pela internet.

Entretanto, todo empreendedor online também precisa estar de olho no planejamento 2020.

Calma, eu explico! Sabemos que o fim do ano é o momento desse último gás no faturamento. Mas você também precisa pensar no próximo ano porque esse planejamento não só vai definir suas metas para 2020 como vai dar tempo para que realizar as mudanças necessárias para fazer acontecer. Isto porque muitas vezes você precisará otimizar o seu site, investir em uma mídia, preparar o seu monitoramento ou até mesmo criar uma estratégia de atração.

Pensando nisso, separamos uma série de estratégias que farão você vender mais em 2020 considerando todas as etapas do seu negócio online.

Meu nome é Amanda Gonçalves, sou analista de performance na KingHost e vou trazer dicas para o 2020 que contemplam: o seu site, o seu fluxo de atração, o engajamento dos seus clientes com a sua marca e os processos de melhoria para o seu e-commerce. Vamos lá?

Você já acessou um site e não encontrou o que queria? Viu as fotos do cardápio em uma tele entrega de comida e não ficou com vontade de pedir? Ou tentou abrir um site no 4G do celular e ele não carregou nunca e acabou desistindo? Pode ser que, ainda, não conseguiu encontrar algum site na internet? Pois é, não adianta querer ter um negócio online de sucesso se você não investir no seu site. Além de apresentar seu negócio é a experiência ao usá-lo que fará com que seu cliente compre de você. Simples assim para as vendas online.

Usabilidade: Dicas para uma boa experiência

Por isso, o primeiro passo para vender mais na internet é, sem dúvida, pensar na experiência do usuário no seu site. Afinal de contas, se você atrair mais pessoas para uma péssima experiência só vai piorar a imagem do seu negócio, não é mesmo?

E quando falamos em experiência, pense com a cabeça do usuário. Essa é a melhor dica de todas. Utilize uma arquitetura de informação para que faça sentido para quem ainda não conhece os seus produtos e não para você.

Organização

A organização dos produtos em categorias em um e-commerce costuma ser um ponto crítico internet à fora porque normalmente os proprietários de lojas virtuais insistem em organizar seus produtos por códigos, modelos ou marcas e isso acaba dificultando em muito a procura por parte do público leigo.

A dica aqui é organizar por categoria de produtos, por exemplo: eletrodomésticos, cama, mesa e banho, vestuário e por aí vai. Ou, em caso de produtos mais nichados pense em: livros, revistas, quadrinhos e jornais, por exemplo. O importante é que alguém que não conheça o seu negócio seja capaz de encontrar aquilo que deseja.

Otimização de busca

Se quiser, também ofereça a possibilidade de buscar produtos por marca ou modelo, mas não faça dessa a sua organização principal porque isso irá diminuir em muito o público que irá conseguir utilizar o seu site.

Também tenha em mente que as imagens e descrições dos produtos estão lá para ajudar. Dessa forma, prefira imagens com fundo branco, que dêem destaque para o que está sendo vendido e que também permitirão que você utilize para Google Shopping, por exemplo.

E quando o assunto são as descrições trabalhe a palavra-chave do produto, utilização e etc. Seja direto e ao mesmo tempo detalhista: fale tudo do produto, mas somente do produto.

Vendas Online e Imagens

Pense que o usuário precisa se sentir seguro em comprar aquilo que você está ofertando. Outra dica legal é seguir sempre a mesma lógica no nome dos produtos porque isso facilitará a comparação quando o usuário estiver procurando aquilo que deseja. E o mesmo vale para as imagens: utilize sempre a mesma ordem das imagens para ter uma maior consistência e facilitar na hora de comprar.

Quando o assunto é o layout do seu e-commerce, prefira sempre tudo aquilo que é mais clean e leve. Isso fará com que o visitante do seu site permaneça nele por mais tempo e acesse mais páginas. O call to action é muito importante porque faz com que o usuário tenha uma navegação mais guiada e entenda quais as ações que poderá fazer.

Tenha CTRs que chamem a atenção do usuário e que sejam claros ao mesmo tempo. Tudo para facilitar a navegação: pense que quanto mais fácil a navegação, mais feliz e propenso a fazer uma compra será o visitante.

SEO: Muito mais do que ranqueamento

Trabalhe o SEO on page do seu site para as vendas online. O SEO on page nada mais é do que otimização que você faz nas páginas do seu site para que ele tenha um melhor ranqueamento e utilização, sendo mais amigável. Por isso, esteja atento tanto às palavras-chave utilizadas quanto às URLS e TAGs.

Quando for escrever seus textos faça um planejamento de Keywords através do Keyword planner do Google ou do Ubersuggest. Essas ferramentas funcionam da seguinte forma: você pesquisa uma palavra-chave e ela apresenta volumes de busca, nível de concorrência e etc.

Além disso, com base nas palavras que você verificou é possível conferir sugestões dadas pela ferramenta de palavras relacionadas. Assim, é possível encontrar as melhores palavras a serem utilizadas. Lembre-se que muitas vezes vale a pena utilizar uma palavra com menos volume de busca, mas que possui uma concorrência menor.

Cuidado com o Keyword Stuffing

E muito cuidado com o keyword stuffing, quando você enche o texto de palavras-chave só para que elas constem, mas o texto se torna sem pé nem cabeça. As keywords são importantes, mas as coisas precisam fazer sentido.

Além disso, tenha sempre URLs otimizadas para todos os seus produtos. Todos mesmo. Isto quer dizer: adeus códigos de produtos na URL ou qualquer outro atributo que não faça sentido para o usuário. Procure sempre utilizar a seguinte estrutura: www.dominio.extensao/categoria/nome-do-produto.

Lembre-se que a URL precisa corresponder ao que a pessoa irá encontrar na página e que além de ser importante para a indexação no Google, o usuário também terá acesso à URL e irá conferir do que se trata.

E não se esqueça das TAGs. As heading tags são muito importantes (para os usuários e para o Google) porque demonstram, já nos resultados de pesquisa, o que será encontrado naquela página, otimizando as vendas online. Tenha sempre em mente que o título e a descrição da página são muito importantes para todas as páginas do seu site e devem ser otimizados. Um ponto muito importante é que o espaço tanto do título quanto da descrição não é calculado em caracteres, mas em pixels.

Por isso, utilize uma ferramenta como o mobile serps que permite uma pré-visualização já no celular do que você está planejando colocar como tag. Além disso, outro ponto importante é atentar para as tags OG que são aqueles que aparecem quando o usuário compartilha a página nas redes sociais.

Elas também precisam fazer sentido para o produto que está sendo compartilhado. Mas você pode estar pensando, tenho muitos produtos, como fazer isso? Confira com o seu desenvolvedor ou plataforma de e-commerce. Muitas vezes existem funcionalidades tornam o trabalho mais automatizado e evitam que você precise fazer esse trabalho na unha.

Velocidade de Carregamento e Segurança: Essenciais para compras que dão certo

E por último, mas não menos importante: dê atenção para a velocidade de carregamento e segurança do seu site. Pode parecer bobagem, mas 70% dos consumidores observam selos de segurança como um fator de confiança antes de comprar na internet.

Por isso, tenha certificado HTTPS ativo no seu site. Ele assegura que os dados são criptografados e é obrigatório quando pede-se informações sobre o usuário, como dados sensíveis do cartão de crédito, por exemplo. Além disso, o certificado HTTPS é responsável por aquele cadeado verde lá no canto esquerdo da barra de endereços do site que deixa o usuário seguro para realizar uma compra.

Você sabia que 64% dos usuários tende a deixar uma página se ela estiver lenta e mais, 79% dos usuários não compram se o site for muito lento, segundo dados do Google? Ou seja, você não vai querer perder usuários e vendas online porque seu site está lento, não é?

Tempo de carregamento e hospedagem

O tempo de carregamento não deve passar de 3 segundos, por isso, atente para os principais causadores de lentidão: imagens muito pesadas, código não otimizado, recursos desnecessários e não utilizar cache. E atenção para um ponto muito importante: sua hospedagem de sites precisa ser otimizada para que as vendas online se destaquem.

Uma hospedagem de má qualidade pode ocasionar problemas caso o servidor demore muito a responder ou se você possuir um plano de hospedagem que não comporte o número de requisições ao servidor que seu site fará. Ou seja, tenha uma hospedagem de boa qualidade e que comporte do tamanho do seu site. Além disso, esteja sempre atento ao uptime do servidor da sua hospedagem pois é ele que fará com que o seu site esteja sempre no ar. Para saber mais sobre hospedagem de sites confira esse material que separamos para você.

Você verá como criar uma estratégia de atração, como planejar o orçamento para uma campanha de marketing digital, como criar estratégias de conteúdo e relacionamentos duradouros com seus clientes e, ainda, como escolher os KPIs para seu negócio, analisar a performance e criar relatórios que vão ajudar de verdade.

Não há segredos para o sucesso. É o resultado da preparação,
trabalho duro e aprender com o fracasso.
– Paul Tournier

Categories: E-COMMERCE

Tags:

SEJA NOSSO AFILIADO E RECEBA 50% DE COMISSÃO

Você ganhará 50% de comissão em qualquer venda que fizer de algum dos nossos planos e também ganhará 30% de recorrência por cada nova mensalidade paga.

Agora você pode sugerir qualquer produto de WordPress da Envato Elements. Para acessar a Envato e buscar por um produto que não esteja em nosso repositório, clique aqui.

Leave this field blank

Como importar template no Elementor

Você pode importar modelos que exportou ou baixou.

    1. Acesse seu painel do WordPress
    2. Clique na opção Modelos, localizado no menu lateral
    3. Clique no botão Importar Modelos
    4. Escolha o arquivo que deseja importar e clique no botão Importar agora
    5. Seu modelo importado agora será exibido na sua lista de modelos

Como atualizar um plugin ou tema

Recomendamos que você instale o plugin Easy Theme and Plugin Upgrades. Você pode baixá-lo gratuitamente clicando aqui.

Para usá-lo, primeiro instale e ative o plug-in. Uma vez ativado, você poderá atualizar qualquer tema/plugin simplesmente carregando o arquivo do plugin atualizado para o seu site.

Atualizando um plugin

  • Faça o download do arquivo .zip mais recente para o plugin.
  • Entre no seu site WordPress.
  • Vá para “Plugins” > “Adicionar novo”. (Mesmo que você esteja atualizando)
  • Clique no botão “Upload Plugin” na parte superior da página.
  • Selecione o arquivo .zip com a versão atualizada do plug-in.
  • Clique no botão “Instalar agora”.

Atualizando um tema

  • Faça o download do arquivo .zip mais recente para o tema.
  • Entre no seu site WordPress.
  • Vá para “Aparência”> “Temas”.
  • Clique no botão “Adicionar novo” na parte superior da página. (Mesmo que você esteja atualizando)
  • Clique no botão “Carregar tema” na parte superior da página.
  • Selecione o arquivo .zip com a versão atualizada do tema.
  • Clique no botão “Instalar agora”.

Problemas comuns

Normalmente, quando se faz download de um tema, o mesmo vem com diversos outros arquivos e o tema na verdade vem dentro de alguma outra pasta do zip.

Basta somente o usuário extrair o arquivo primeiramente no computador dele e após isso enviar o arquivo correto para o wordpress.

O erro é ocasionado pelo mesmo motivo do primeiro erro, para solucionar basta somente o usuário extrair o arquivo primeiramente no computador dele e após isso enviar o arquivo correto para o wordpress.

Recomendações

Recomendamos sempre aos nossos clientes estarem com uma versão nova do PHP, por exemplo: 7.4.

Se você não souber como ver em qual versão você está, basta entrar em contato com o suporte do seu servidor de hospedagem e pedir pra eles fazerem a alteração.